Salut Paris – A História de uma Viagem Transformadora

VIAGENS
Junho 10.2016

 

IMG_3752

Difícil conhecer uma pessoa que não ame ou que não sonhe em conhecer Paris. Esse era um grande sonho meu desde pequenininha: explorar a cidade mais linda do mundo!

Eu nunca vou esquecer o dia que coloquei meus pés naquela cidade pela primeira vez. Eu tinha apena 15 anos e estudava numa escola interna na Inglaterra. Meus pais deram uma liberação para que eu pudesse viajar. E qual seria meu primeiro destino?! Óbvio que era Paris!

Eu comprei um ticket de trem que passava pelo “Canal da Mancha” e fui para Paris na cara e na coragem, sem nem ter onde ficar. Tinha na mão uma lista de Hostels (Albergues da Juventude) e uma lista de lugares que precisava conhecer: Torre Eiffel, Champs Elysee, Montmatre, Louvre e etc.

A viagem de trem foi estranha (a vista sempre um breu), mas finalmente lá estava eu na estação de trem de Paris, fascinada pela ideia de ter viajado sozinha e poder conhecer a “cidade luz” do jeito que eu queria. Juro que me deu um frio da espinha, chegar num país que não conhecia, sem nem falar a língua, mas eu era tão audaciosamente aventureira que a minha alegria superava o meu medo.

IMG_1951

Lembro-me de ter, antes de tudo, parado num orelhão (não existia celular naquela época) e ligado pra minha mãe:

“Mãe! Estou em Paris! Nem posso acreditar! Vou conhecer finalmente a cidade luz!!”

Minha mãe ficou emocionada e, claro, preocupada, pois eu só tinha quinze anos. Mas ela sabia de alguma forma tudo ia dar certo.

E deu mesmo! Foi uma das experiências mais fascinantes da minha vida!

A primeira coisa que fiz foi ir num dos Hostels e deixar minha mochila. E sempre tive facilidade para fazer amigos e conheci um monte de gente legal.

Isso era uma das coisas mais interessantes de ficar em albergues, sempre tinha muitos jovens exploradores como eu!

1923634_8720272171_9233_n

Mas saí sozinha para explorar a cidade, caminhei muito à beira do rio Sena antes de chegar à Tour Eiffel. Eu fiquei ali parada admirando aquela obra, sem palavras para explicar o tamanho da minha emoção! Para mim, aquela era uma demonstração de como era grandioso o poder do homem e quão pequeno éramos em relação ao mundo tão maravilhosamente criado por Deus.

1935349_154044737171_7750239_n

Próxima parada foi o Museu D’Orsay para ver as obras de Monet! Eu era e sou fascinada por arte (aliás meu GCSE e Professional C seriam especializados em Arte e Escultura), mas não só porque eu sempre desenhei, pois ir naquela cidade e ver tudo o que eu vi trouxe à tona a artista que existia em mim. O meu destino como designer de moda, de alguma forma, começou pelo meu interesse pela arte e foi nessa viagem que decidi que ia levar meu talento artístico a sério.

Do D’Orsay ao Louvre, eu me perguntava como em um fim de semana iria conseguir explorar todas as artes maravilhosas que aquela cidade me proporcionava. E claro, eu não iria conseguir. Precisei voltar muitas e muitas vezes para conhecer e absorver tudo o que Paris é!

10398828_10956512171_6263_n

Na Pont des Art assisti ao pôr do sol mais lindo da vida e foi naquele momento que decidi que dedicaria anos de minha vida a explorar o mundo!

Aquela viagem teve outro grande divisor de águas. Num café na Victor Hugo, pedi um chá (eu era muito natureba naquela época – vegetariana convicta!). Eles levaram 45 minutos para me servir e quando perguntei o que estava acontecendo, em inglês, eles riram e zombaram de mim em francês. Aquela situação me fez prometer para mim mesma que o francês seria uma das muitas línguas que aprenderia. E fiz outra promessa: voltaria àquele café falando francês e nunca mais ficaria sem resposta.

1923634_8720357171_4379_n

E acreditem: três anos depois voltei para aquele mesmo café, mas o meu pedido foi em alto e bom francês. Promessa cumprida! Paris falando francês era outra coisa, diga-se de passagem.

Voltei para a Inglaterra com outro olhar sobre a vida e com alguns objetivos bem definidos. Paris mexeu comigo de forma marcante e definitiva! É impressionante como uma viagem pode ser transformadora.

1923634_8720382171_6000_n

Já voltei muitas e muitas vezes a Paris. Na verdade, perdi as contas de quantas vezes já fui. Toda vez explorava algo novo, conhecia gente nova, aprendia algo inusitado. E ainda tenho uma lista de coisas que quero ver e conhecer.

1935349_154044347171_5368068_n

Para vocês deixo dicas com os lugares clássicos e imperdíveis da cidade, pois Paris é um dos lugares mais inebriantes e embriagantes que já estive! E não vale só conhecer, tem que viver Paris. Prometo que, a cada vez que vocês forem, será uma experiência diferente!

1923634_8720327171_2744_n

Dicas de Restôs:

  • Cafe de Flore– um dos mais antigos e clássicos da cidade. Café de artistas, onde você sempre encontra gente linda!
  • Hotel Côstes– melhor cheesecake da vida! E a turma mais TOP da cidade frequenta o restô!
  • Cafe de L’Homme– melhor vista da cidade!
  • Le Grand Colbert– restaurante clássico maravilhoso. Lá foram filmadas cenas do filme “Alguém tem que ceder” (Something’s Gotta Give) com Diane Keaton, Jack Nicholson e Keanu Reeves. Quando fui, sentei por coincidência na mesa que eles filmaram. Muita Sorte! Eu pediria sem dúvidas o Chateubriand!
  • Cafe Ruc– Ótimo Fillet Bernaise com fritas! Mas tudo é bom, a começar pelo ambiente!
  • Le Gran Venice– restaurante pequeno e necessita fazer reserva com antecedência. Melhor italiano da vida!
  • Qualquer Cafe Ladureé– porque eles têm tradição em macarron!
  • Angelina – melhor Hot Chocolate do mundo!
  • Cafe Castiglione– meu café da manhã favorito em Paris!
  • Georges– vista e comida maravilhosas!
  • Ralph’s– lugar agradabilíssimo e aconchegante! Tem um jardim irresistível!
  • Le Bristol– se o tempo tiver bom! Melhor pedida comer no jardim desse hotel!
  • L’Avenue – esse não pode deixar de ir! Clássico da cidade!
  • Diep– adoro esse restaurante asiático!

Tem tanto o que se fazer em Paris! Mas seguem dicas dos lugares imperdíveis:

1923634_8720442171_9992_n

 

    • Torre Eiffel.
    • Trocadero– vista incrível da Torre Eiffel.
    • L’Arc du Triomphe– marcante e irresistível ponto turístico da cidade!
    • MontMartre– lugar mais artístico da cidade!
    • Sacre Coeur– linda igreja em Montmartre!
    • Louvre – Você vai precisar de pelo menos dois dias para explorar esse Museu incrível! A Monalisa está lá!
    • Museu D’Orsay – para ver as obras de Monet.
    • Giverny – jardim que inspirou as obras de Monet. Lugar mágico!
    • Palais de Versailles– imperdível! O palácio mais lindo que há!
    • Farbourg St. Honoré– onde adoro fazer compras com tranquilidade por ser menos turístico.
    • Palais Royal– adoro andar por esse Palais e explorar as lojinhas e o jardim! Visitem a Stella Mc Cartney, Corto Moltedo e Acne, que estão lá!
    • Champs Elysee– super turístico, mas não tem como não conhecer!
    • Avenue Montaigne– lugar mais chic para compras! Todas as Maisons estão lá e nas redondezas!
    • Galeries Lafayette, Printemps, Le Bon Marché– grande malls para compras. O Bon Marché é o meu favorito!
    • Notre Dame– umas das igrejas mais lindas e importantes da cidade e do mundo!
    • Bairro Latino e Marrais – adoro explorar as lojinhas desses dois bairros. Mulheres, visitem as lojas Sandro Paris e Muge, são minhas favoritas!

Vida noturna

1923634_8720307171_1489_n

    • Hotel Côstes– sempre tem gente linda. Lugar chic e acolhedor! Aconselho para drinks e pré-balada! Na última vez que fui o jogador de futebol Zidane estava na mesa do lado! Super top!
    • Cafe Ruc– mesmo proprietários do Côstes. Adoro o clima de lá. Ótimo para uma pré-balada também.
    • La Montana– lugar petit e super exclusivo. Mega difícil de entrar. Fica na esquina do Cafe de Flore. Quando fui, conheci minha fashion Icon: Diane Kruger. Quase pirei! Sempre tem muitos artistas por lá.
    • Le Baron– discoteca chic e também difícil de entrar, mesmo proprietários do La Montana.
    • L’Arc– Adoro a vibe dessa disco, me lembra o Bagatelle do Brasil, só que maior. Melhor para After Party!

    Onde Ficar

Fotos: Gabriella Negromonte

Share This:

Diário de uma Milagreira

VIAGENS
JUNHO 30. 2016

imgPost18

 

Réveillon dos Milagres

Por

Gabriella Negromonte: Estilista, Consultora de Moda, Consultora de Imagem, Empresária, Turismóloga, GlobeTrotter e curiosa!!!

Começo a escrever essa matéria já no meu bloco de notas do celular, pois ainda estou êxtase desses dias que passei Milagres – não podia deixar escapar a minha emoção de oito dias no Paradiso Perduto.

Turma no Bar de Praia
Turma no Bar de Praia

A minha jornada para São Miguel dos Milagres começou em julho, quando em um grupo de amigos, o Fernando Morbeck, um amigo baiano que mora em São Paulo, nos convidou para o “Réveillon dos Milagres”.

 

 

 

 

 

Criações Personalizadas by Lela Canela - Learder's House
Criações Personalizadas by Lela Canela – Learder’s House

Foram cinco meses de planejamento e grande expectativa de todo o grupo (um total de 15 pessoas) que ficaria em minha casa, nomeada “Leaders House”(A casa dos líderes), já que havíamos criado um movimento chamado #FollowTheLeaders (Sigam os Líderes).

Os combos das festas de Milagres se esgotaram em 20 minutos quando colocados à venda no site do Réveillon de Milagres. Sim, eles só vendiam combos com seis ingressos de festas e não vendiam ingressos avulsos! A publicidade da TJ -Tamu Junto Entretenimento, produtora do evento, não está focada em atrair pessoas pelos famosos que passam por ali, mas sim pela experiência vivenciada no local. Por essa razão, minha curiosidade aumentava a cada dia, eu precisava entender de onde vinha tanto sucesso.

Quando um site local me convidou para cobrir os eventos, me comprometi a vivenciar profundamente todas as experiências de sete dias de festa. Missão dada para mim tinha que ser missão cumprida e aí que começava a minha jornada…

No vôo de Salvador para Maceió, no dia 26/12/2015, de apenas 45 minutos, estavam cinco dos 15 integrantes da casa. No aeroporto nos reunimos aos outros integrantes e começava a logística: mercado, carros, som, bebidas, tudo minuciosamente planejado pelos nossos Líderes Reinaldo Salomão e Geraldo Correia. Sugiro que quem tenha vontade de ir para Milagres, organize-se com antecedência, pois o lugarejo não tem estrutura ainda: o mercado, por exemplo, precisa ser feito em Maceió, pois não existem bons mercados naquela região.

A estrada era sinuosa, mas nem sentimos muito porque a emoção era muito grande e o que realmente nos importava era chegar e começar a maratona de sete dias de festa. A nossa casa era linda, arejada, com piscina, bem localizada e próxima de uma das melhores praias da região: a Praia do Riacho.

Bar de Praia
Bar de Praia

Galera reunida, tudo o que pensávamos era chegar no “Bar de Praia”. O acesso ao Bar pela Praia do Marceneiro foi fácil, já que nossa casa era bem localizada e levamos apenas 10 minutos. Lá coletamos o combo de convites das festas noturnas. Tudo em mãos, era hora da festa começar…

O “Bar de Praia” foi impecavelmente arquitetado pelo Estúdio BG de Felipe Bastos, Antônio Brandão e Murilo Gabriele, com decor de Walmy Becho. Uma coisa me chamou muito atenção logo na minha chegada: a preocupação pelo meio ambiente, a começar pela decoração, com a utilização de materiais recicláveis. Coletores de lixo seletivos espalhados por todo o bar e sempre alguém o coletando.

Eu, muito curiosa, quis mais informações sobre o bar e fui atrás de Felipe Bastos. Assim, batemos um papo sobre o projeto e ele me falou da preocupação em criar um lugar que atendesse o evento, mantendo a rusticidade do local e pensando na preservação do meio ambiente. Felipe me apresentou Walmy, que estava super orgulhoso e feliz com o resultado da parceria. E não era para menos, já que o local atendia muito bem as expectativas do público exigente – Lounges Privê para aqueles que buscavam exclusividade foram posicionados de frente para o mar, dois bares grandes atendiam o público, pequenos restôs fora do bar traziam uma alimentação rápida e diferenciada aos visitantes e ainda havia uma lojinha com os bonés do evento e outros acessórios. Tudo foi muito bem pensado e arquitetado.

Existia um problema com a conexão Wi-Fi e com funcionamento de celulares e cartões de crédito. Eles, muito inteligentes, criaram um sistema interno de cartão de crédito. Uma certa quantia era depositada nesse cartão e podíamos usar esse saldo no Bar de Praia.

Ainda nesse primeiro dia, conheci Maurício Vasconcelos, o idealizador de todo projeto do Réveillon e dono da TJ- Tamu Junto Entretenimento. Fiquei surpresa com sua simplicidade e carisma. Ele estava acompanhado de sua noiva e de PR, do projeto Ramona Zanon, ambos muito atenciosos e me contaram um pouco do projeto. Então, pedi uma entrevista, mas eles me deram a dica: que eu vivesse Milagres primeiro e depois então fizesse a entrevista. Só depois eu entenderia o porquê…

A festa então começou! Não pude acreditar quando vi, no alto do Bar de Praia, meu DJ favorito e um dos melhores do Brasil, Pedro Almeida. O primeiro dia não poderia ter começado melhor! Que energia contagiante!

Dj Pedro Almeida na Farofada
Dj Pedro Almeida na Farofada

 

 

Foram sete dias de festas diurnas no Bar de Praia e seis noturnas. A “Farofada” foi primeira festa do combo dos eventos noturnos e, diga-se de passagem, foi uma das mais espetaculares. O local era simplesmente de cair o queixo. Aliás, amanhecer com o aquele mar verde ao fundo e ao som do Dj Pedro Almeida foi simplesmente inesquecível. A festa começou com Jamil e Pedro fechou a noite com chave de ouro.

Preciso admitir que logística das festas foi uma coisa de primeiro mundo. Deixávamos o carro num estacionamento e já havia dezenas de vans aguardando para transportar os convidados, sem nenhuma espera. A festa foi recheada de muita gente linda e bebida não faltou a noite toda – lembro que as festas noturnas do combo eram Open Bar. A cerveja Corona, que era uma das patrocinadoras, montou pequenos Stands por toda a festa, oferecendo cervejas estupidamente geladas. Aliás, depois eu descobri que a Corona havia escolhido apenas três lugares do Brasil para patrocinar, aqueles que apostaram serem os melhores do país: Milagres, Fernando de Noronha e Trancoso. E acertaram em cheio!

No dia seguinte, com poucas horas de sono, o som da nossa casa já bombava: era a chamada para o terceiro dia do Bar de Praia. No dia 28 tínhamos reservado um Lounge Privê para o nosso grupo. Nesse Réveillon, Maurício e o os produtores da FishFire trouxeram muitas surpresas. Fui surpreendida a cada dia com um elemento novo e único. O atendimento do Lounge foi impecável, pois tínhamos uma garçonete exclusiva a nossa disposição. Resultado: bebida sempre gelada e comida de primeira. Achei bem interessante a maneira como eles vendiam a comida do Bar da Praia, pois garçons com bandejas com iguarias fresquinhas da região rodavam o bar e, caso quiséssemos adquirir, era só pegar e passar o cartão do evento. Achei isso o máximo! Antes de pensar em pedir, nossa fome era atiçada por delícias irresistíveis.

À noite tivemos a segunda festa do combo, a “Flower Power”, e juro que parei e pensei que não conseguiria levar adiante, nesse ritmo frenético, por mais 5 dias. Mas enfim, o negocio foi “Go with the flow”(seguir o fluxo). A segunda festa aconteceu na casa da fazenda de Maurício, lugar com uma vista espetacular, no alto de Milagres.

Acordo dia 29 destruída, mas simplesmente enlouquecida com a energia daquele lugar. É como se o nosso combustível fosse a energia e a alegria proporcionada por tanta gente linda e legal e pelas festas ultra organizadas. Mas mais ainda foi a curiosidade de saber o que mais viria pela frente.

Sambinha no Bar de Praia
Sambinha no Bar de Praia

Quarto dia de Bar de Praia com sambinha e à noite seria uma das festas mais esperadas e com certeza uma das melhores do combo, A “Oscar Party”, que já tem um rótulo de sucesso no Brasil e não decepcionou em Milagres. Mais uma vez vimos o sol raiar ao som de muita música eletrônica e uma vista que deixa uma marca na nossa memória.

Quinto dia. Já nem me lembrava do cansaço, já tinha pegado o ritmo intenso de Milagres e queria mais. A Festa do combo “I Believe in Miracles-Corona Sunset”, na Fazenda de Maurício, começaria mais cedo e não haveria Bar de Praia para nós. Na entrada, ganhamos chapéus estilo Panamá e assistimos a um dos pôr do sol mais lindos da vida. O palco foi da Corona e, mais uma vez, tudo muito bem estruturado. Houve uma pequena falha no som, mas uma pequena bobagem, porque as falhas são tão menores do que os acertos dos organizadores, que passam despercebidas. A festa acabou cedo, já que o dia seguinte seria a grande noite da virada.

Turma na Virada

 

A maior expectativa desses dias todos era a Festa do “Réveillon dos Milagres”. Nosso grupo resolveu ir a pé pela praia, já que o local da festa era próximo da nossa casa. No caminho, nos deparamos com cavaleiros com lanternas na mão para nos guiar à entrada da festa, mais uma das surpreendentes peripécias da organização do evento. Na porta havia uma pessoa da produção muito cordial e nos desejando um Feliz Ano Novo e uma ótima festa. A cordialidade e a gentileza foram características marcantes de quem trabalhava nos eventos. Essa pessoa da produção nos guiou até porta de entrada, onde logo fomos surpreendidos pela decoração de boas-vindas com quatro largas bacias de cordas, recheadas de sal grosso, e cestas de flores brancas para presentear Yemanjá na virada. Pulseiras de cordão brancas também foram distribuídas para enfeitar nossos pulsos.

Os looks dos convidados eram os mais variados, por isso uma das coisas que mais gostei em Milagres foi poder estar sempre despojada. Que delícia estar sempre de havaianas no pé! Algumas moças exageraram no look da noite, diga-se de passagem, mas a maioria estava de branco com vestidos frescos e coroas de flores na cabeça.

Numa Kombi, a DJ Marina Diniz agitava a galera, mas o set escolhido pela badalada Dj não agradou muito, esse foi o comentário geral. Preciso admitir que esperava uma DJ, ou um set melhor para dar a largada da noite mais almejada de Milagres. No espaço interno, tinha um bar e um buffet deliciosamente montado por Wanderson Medeiros. Tudo maravilhosamente projetado. Bebida e comida de primeira não faltaram durante a noite toda e, quando amanheceu, um café da manhã espetacular foi montado na mesma mesa.

E vem chegada a hora da virada, estávamos todos posicionados na beira da praia, perto de um letreiro enorme com os dizeres: “I Believe in Miracles”, slogan do evento. Como não podia faltar na virada, muitos fogos no céu iluminaram essa noite perfeita.

Victor Color de Mello e Daiane Conterato
Victor Color de Mello e Daiane Conterato

Corri atrás de quem estava na festa e para saber o que eles estavam achando sobre tudo. No Lounge dos organizadores, bati um papo com Victor Collor de Mello, que não poupou elogios ao grande empreendedor Maurício Vasconcelos. Rodrigo Santoro e Marcelo Serrado estavam ali pertinho, mas não quiseram ser entrevistados e fotografados. Maurício me disse que eles estavam ali apenas para curtir a festa.

Os DJs internacionais Gamber & Dadoni e, em seguida, The Juns assumem as pick-ups e a galera vibra. Em algum momento da festa, Maurício me chama e pergunta: “Gabriella, você ainda quer sua entrevista?!”, eu respondo: “Claro que sim, agora mais que nunca”. E marcarmos um encontro para o dia 02.

A noite da virada foi incrível, mas eu esperava mais dos Djs. Esperava um “Alok”, “Make u Sweat” ou “JetLag”. Vale ressaltar que os DJs brasileiros que não deixam nada a desejar para qualquer DJ de fora. Esperava também que a festa fosse até o meio-dia, reparem bem meu ritmo…rsrs, mas foi tudo maravilhoso, pois esse lugar, com essa produção, seria impossível que não fosse.

 

Festa na Leader's House com os Djs E-Double
Festa na Leader’s House com os Djs E-Double

Primeiro dia do ano, festa privê do “Leaders House” (na minha casa) com os DJs E-Double, que foi até a manhã e acabou na piscina com as cariocas mais sangue bom que já conheci. Que delícia é reencontrar amigos e fazer novos. Tenho certeza que a energia daquele lugar proporciona isso.

Às 8:30 da manhã, do dia 02 de Janeiro, já estava de pé e ansiosa pra a entrevista com Maurício. E às 10h estava na sua fazenda como combinamos. E a entrevista/bate-papo segue em outra matéria na íntegra, não deixem de ler!!

Sai da entrevista com Maurício apaixonada por sua ideia de empreendedorismo sustentável e encantada por sua paixão pelo seu Estado. Acho que o segredo do sucesso desse projeto de Milagres, além de uma equipe que tem uma grande sincronia, é o amor de Maurício por aquele lugar. Morei em tantos países e já conheci tanta gente interessante, mas poucos como Maurício. Ele é um empreendedor que vai além do lucrar a qualquer custo, ele pensa no bem-estar e desenvolvimento da sua comunidade. Se tivéssemos mais homens assim, com certeza seríamos uma nação diferente. Não é a toa que ele É O Cara! Respeitado e admirado por todos daquela comunidade. O trabalho dele é único e preciso reconhecer que ele não é um cara comum, ele é um dos caras mais visionários que tive o privilégio de conhecer.

Galera na Cozinha 212
Galera na Cozinha 212

Depois da entrevista, nos reunimos para conhecer a Cozinha 212 de Victor Collor de Mello e Stefan Weitbrecht. Lugar agradabilíssimo, um dos melhores restô da cidade! Lembro que foi um projeto temporário.

Tomamos a melhor roska de limão siciliano da vida e passamos ali a despedida saudosa antes da última festa do combo, chamada “Esbórnia”. Victor e eu batemos papo, ele me disse: “Gaby, meus dias foram aqui trabalhando.” Virei fã do Victor, cara super educado, trabalhador, talentoso e muito modesto. Perguntou-me se havia curtido a comida e o local que ele montara, eu, por conseguinte achei tudo maravilhoso, só estava triste mesmo era de partir.

“I Believe in Miracles-Corona Sunset”

 

Partimos para a última festa um pouco tristes, meios saudosos, mas ao mesmo tempo muito felizes de ter estado juntos nesses oito dias incríveis. Quando a festa acabou e a música parou, a produção agradeceu a presença de todos e um coro ao fundo de todas as pessoas que ali estavam cantavam “a canção” que marcou todos esses dias: “Oração”, música da Banda Mais Bonita da Cidade. Foi tão emocionante que me arrepio só de lembrar. Tinha que ter um fechamento assim mesmo emocionante, arrepiante, inesquecível!

Fiquei parada lá com uns amigos pensando em toda essa experiência e, de repente, encontro Maurício e ele me pergunta: “Gostou?!”, e eu respondi: “Os melhores oito dias da minha vida!”, agradecendo a ele por ter criado esse evento. Minha vontade mesmo era de abraçá-lo e chorar (não sei se de alegria ou de tristeza) por esses momentos especiais terem durado apenas oito dias.

Sou Globe Trotter desde os 15 anos e já passei o Réveillon em tantos lugares diferentes, mas nunca, nunca mesmo tive uma experiência que se igualasse ao que vivenciei em Milagres. Eu acho que é isso que eles querem, que a gente viva a experiência Milagres! Só quem viveu sabe. Digo com todas as letras, quando me perguntam como foi o seu Réveillon: “O melhor da minha vida! Volto todas às vezes que puder!” e, como acredito em Milagres, acho que vou voltar muitas vezes para viver Milagres.

*Todas as fotos estão na nosso sessão de eventos! Vale a pena conferir essa farra!!!

Fotos: Gabriella Negromonte e amigos

Não deixem de ler a entrevista com Mauricio Vasconcelos na íntegra: http://gnegromonte.com/mauricio-vasconcellos-e-seu-olhar-visionario-sobre-negocios/

Dicas de Restaurantes em Milagres:

Cozinha 212

Larica

Akuaba

Bar de Praia

Barraca da Praia do Riacho

Restaurante da Pousada do Toque

Restaurante da Pousada do Riacho dos Milagres

Onde Ficar:

Pousada do Toque

Pousada Infinito Mar

Pousada Marceneiro

Pousada Riacho dos Milagres

Crédito das fotos:

Gabriella Negromonte e amigos

Share This:

O Alquimista do Sabor – Chef Fabrício Lemos

GASTRONOMIA
MAIO 30.2016
imgPost02
Gabriella Negromonte e Chef Fabricio Lemos

 

Marcamos uma entrevista numa tarde de sexta no restaurante Amado, onde Fabricio comandava não apenas a cozinha, mas onde também revolucionou a maneira de gerir e atender de um dos restaurantes de maior renome da Bahia e do Brasil.

Mas na tarde anterior à entrevista, por coincidência, nos encontramos no aniversário de um amigo em comum. Eu meio que não resisti e comecei a entrevista ali mesmo, já que ele estava acompanhado de sua amada e futura sócia Lisiane Arouca, do seu restaurante Origem.

Era para ser uma entrevista e fui cheia de perguntas, mas ele foi respondendo uma a uma, narrando a sua saga, sem mesmo eu precisar lhe questionar.

Fabricio tem uma daquelas histórias que gostamos de lembrar quando estamos passando por dificuldades na vida. Como ele mesmo diz, “nada foi fácil, nada caiu do céu”. Tudo o que ele conseguiu foi por sua árdua e diária luta e por acreditar no seu potencial e nos seus sonhos.

Garoto de classe média, nascido no Bonfim, filho de engenheiro civil e de coordenadora de escola. Teve educação militar rígida e, foi no acaso, na loteria, literalmente, que sua vida tomaria outro rumo.

Não, ele não ganhou milhões na loteria, mas ganhou a chave da virada do seu destino. Seu irmão mais velho, que morou um período nos EUA, se inscreveu num programa para conseguir o green card e foi sorteado. Depois de um longo processo, seu pai foi aos EUA levar os documentos exigidos pelo governo americano.

Fabricio e seu outro irmão foram avisados que precisariam se apresentar nos EUA em um curtíssimo período de tempo e eles não tinham dinheiro para isso. Conseguiram que uma tia pagasse a passagem no cartão dela, mas sua mãe teria que abrir mão do seu green card pela falta de recursos financeiros. E então, numa madrugada, Fabricio e seu outro irmão tiveram que correr para os EUA para concretizar o processo, mas mal sabia ele que sua vida nunca mais seria a mesma.

Ele começava ali sua trajetória de muito sofrimento, muito trabalho – com apenas mil dólares no bolso e 17 anos de idade. Uma trajetória que resultaria numa história de sucesso.

Ele experienciou de tudo. Viveu na casa de um psicótico nicaraguense do exército logo quando chegou nos EUA, mas com a ajuda de uma amiga da Bahia conseguiu seu primeiro trabalho, onde começaria a trabalhar em uma cozinha profissional. Mas esse não seria seu primeiro contato com a cozinha: Fabricio vem de uma família de cozinheiras e a necessidade fez que ele tivesse esse primeiro contato. Sua mãe tinha que trabalhar de dia e de noite, e desde cedo ele aprendeu a se virar na cozinha, improvisando, criando e aprendendo a gostar de cozinhar.

Mas de volta ao seu primeiro trabalho, lugar onde começa sua trajetória como chefe – mas claro que como um estrangeiro recém-chegado aos EUA, que mal falava a língua, não era como chef que ele havia de começar. Ele passou dois anos recolhendo lixo e lavando pratos e, durante seu tempo livre, aprendia a função de cozinhar. Porque quem tem fome de vencer faz isso.

Certo dia, o responsável pelas massas faltou e ele assumiu o setor – foi ai que esse garoto que sonhava em seguir a carreira militar começar a trilhar o seu destino. Essa foi a sua oportunidade de mostrar que tinha talento: ele deixou de ser o cara do lixo, sempre ignorado pelos colegas, para se tornar um Chef de Cozinha.

Foram cinco anos nesse restaurante. O garoto que começou lavando pratos saiu de lá como supervisor e braço direito do dono. Ele sentia que o ciclo havia fechado após esse período e estava na hora de dar o próximo passo que seria uma formação técnica.

No Google ele achou o curso da “Le Cordon Bleu” e, nessa mesma época ele conheceu Augusto Soledade, um dançarino, coreógrafo dono da Brasil Dance Theatre. Os dois se conheceram numa sexta-feira, em um carrinho de acarajé onde os baianos se reuniam em Miami para matar as saudades de casa. Augusto apadrinhou Fabricio e se tornou quase um pai para ele, o estimulou e o guiou para conseguir sua formação.

O curso de culinária custava cinquenta mil dólares. Uma parte ele conseguiu com um empréstimo do governo e a outra parte por empréstimo pessoal. O período de estudos duraria dois anos e meio, sendo seis horas por dia. Mas ele precisava se manter e pagar a dívida, então depois da escola trabalhava em outro restaurante.

A escola era dura e rígida, mas ele conseguiu se formar com honras por suas notas e por seu trabalho exemplar. Do Cordon Bleu, ele saiu direto para o Ritz Carlton, onde ele queria trabalhar por acreditar que este oferecia um número maior de possibilidades de crescimento. Mas ele ainda não podia fazer estágio porque precisava se manter e pagar sua dívida.

Ele bateu à porta do Ritz e, como ele mesmo fala “nada foi fácil para ele e não havia de ser desta vez”. Ele queria ter começado como Chef, tinha formação para isso, mas o que eles ofereceram foi o trabalho como terceiro cozinheiro.

Ele diz que foi aí que ele se formou como Chef de verdade. Ele foi subindo a escadinha da hierarquia até chegar ao cargo de Chef. Passou por hotéis de renome, como o Ritz Carlton, Key Biscayne, Coconut Grove e Amelia Island. Em cada deles um adquiriu uma know-how diverso. Mas foi numa hamburgueria que ninguém queria trabalhar porque fazia muito calor, a cozinha era externa, não havia glamour e se trabalhava comendo carvão (a finalização do hambúrguer era no carvão), que ele começou a colocar em prática seu conhecimento com criatividade. Ele revolucionou a hamburgueria com suas criações audaciosas, como o hambúrguer de Kobe Beef com Fois Gras e geleia de uva; o hambúrguer de dourado fresco (Mahi-Mahi); o hambúrguer de siri, etc. E foi ai que ele ganhou o titulo de Chef. Ele lotava a casa com suas criações!

Sua última experiência nos EUA como Chef foi na Amelia Island, no restaurante contemporâneo Salt, um dos poucos ainda no formato “Fine Dine” do grupo Ritz. Seu irmão escreveu para o Planeta Brasil – programa da Globo Internacional que fala sobre imigrantes que fazem sucesso fora do Brasil – contando a história de Fabricio.

Fabricio sempre teve vontade de voltar para o Brasil, era aqui que ele queria fazer sucesso. O Brasil sempre esteve presente nos sabores das suas criações e ser reconhecido por seu trabalho na sua terra natal era seu grande objetivo.

Ele tentou ser Chef em alguns restaurantes em Salvador enquanto ainda estava nos EUA, mas acreditem, mesmo com toda a sua formação, eles ignoraram seu talento.

No Salt passou um ano. Foram oito anos na cadeia Ritz Carlton e treze anos nos EUA. Era hora de retornar para o Brasil. Ele vendeu tudo o que tinha e voltou para casa.

Seu primeiro trabalho em Salvador foi no “Mistura”. Ele começou refinando o menu e o sucesso veio logo em seguida, mas confessa tristemente que nunca foi reconhecido como Chef, apesar do sucesso alcançado no restaurante.

Fabricio queria reconhecimento, seu interesse nunca foi financeiro – e ele viu essa oportunidade no Restaurante Al Mare. Eles deram carta branca a Fabricio, acreditaram e apostaram no talento dele. Ele ousou e revolucionou por acreditar no produto fresco, feito na hora e na sua apresentação sofisticada, sempre levando sua marca registrada: a alquimia de sabores. O restaurante foi eleito por três vezes o melhor restaurante de Salvador pela revista “Comer & Beber”, da Veja, enquanto tinham Fabricio como seu Chef. Bateram o record de faturamento de quase um milhão por mês e a mesma revista o premiou como Chef do Ano em 2014.

Foi numa viagem com Edinho Engel (Chef e Proprietário do Amado) que surgiu o convite para Fabricio assumir o Amado. Ele pensava que encontraria uma Ferrari pela frente e, mais uma vez, se deparou com inúmeras dificuldades, precisando colocar a casa em ordem. Ele aplicou seu conhecimento e técnica de gestão, além de optar por produtos sazonais, ousando em mudar um menu que já existia há muito tempo. De 65 pratos, o restaurante passou a oferecer 30, dos quais ele mudava constantemente. Sofreu resistência, mas não abriu mão dessa mudança. A ideia é sempre surpreender os clientes. Ele passou um bom tempo organizando a casa, mas só agora, após um ano e alguns meses estruturando o restaurante, que ele haveria de colher os frutos maiores do seu trabalho, ele resolve abrir seu próprio restaurante. Atualmente Fabricio também está alçando vôo para partir numa viagem em direção ao seu sonho maior: ter seu próprio restaurante.

Nesse momento eu o questiono:

– Mas Fabricio, depois de tanto trabalho você não vai ficar para colher os frutos maiores?

Ele me responde:

– Eu nunca almejei o dinheiro, minha vinda para cá foi projetada, queria ter reconhecimento e visibilidade nacional. Ganhamos o melhor restaurante do nordeste em 2015. Ganhei o prêmio Chef Revelação do Brasil pela Revista Prazeres da Mesa, também em 2015. Ganhei o Prêmio por Alex Atala, em São Paulo. E agora que esse reconhecimento nacional aconteceu está na hora de abrir meu próprio negócio. Eu ainda acredito que o meu papel é de alavancar a gastronomia baiana formando profissionais. (Edinho sempre soube desse objetivo de Fabricio abrir seu próprio restaurante e reassumiu o Amado em junho de 2016).

E ele tem feito isso. Ele tem mudado a estrutura de vários restaurantes na Bahia através da sua consultoria e técnica em gestão de restaurantes. Ele vê isso como uma missão, será o seu legado!

E falando do seu restaurante, precisamos falar de Lisiane Arouca, sua futura sócia nessa empreitada. Fabricio conheceu Lisiane há três anos, em um curso de culinária. Ela estava recém-separada e com duas filhas. Eles ficaram amigos, mas não demorou muito para se envolverem. Lisiane, também Chef, especialista em doces, fazia parte da equipe 4 Chefs.

E foi buscando um novo ateliê para ela que eles encontram um lugar para criar não só um ateliê, mas um restaurante. Serão 50m3 de salão mais a área de serviço. O desenho da cozinha é de Fabricio, mais um de seus talentos!

“Origem”, esse é o nome do restaurante desse grande batalhador, um Chef que tenta revolucionar a culinária com produtos simples e sazonais. Origem remete à busca a suas origens, a simplicidade dos elementos. Mas não espere encontrar um escondidinho lá. Ele usará sim todos os produtos típicos da sua terra, mas de outra forma. No vídeo feito pelo Planeta Brasil, eles o chamam de alquimista culinário. E é bem por aí, ele cria pratos sofisticados, principalmente inusitados, com elementos simples.

Além de ser um grande Chef, ele é, antes de tudo, um grande homem, um grande guerreiro. Seu restaurante terá papel importante no treinamento e aperfeiçoamento de profissionais do ramo. Sorte daquele que puder absorver um pouco do seu conhecimento. E que sua técnica se dissemine e que venha assim uma nova era nos restaurantes baianos. Recordem-se do que estou falando, um dia teremos Fabricio como um dos revolucionários da cozinha baiana e brasileira. E que assim seja!

Que o Origem nos enfeitice com seus sabores e que tragam ainda mais prosperidade para esses dois grandes Chefs, porque ele são merecedores!

Eu prevejo sucesso!

  • Fabricio e Lisiane abriram o Restaurante Origem no dia 28 de julho de 2016 com sucesso e lista de reservas esgotadas por semanas!
  • Vale a pena conferir essa aventura gastronômica!!

Foto: Gabriella Negromonte

Share This:

Os Benefícios do Óleo de Coco Virgem Orgânico

JUNHO 20.2016

 

thumb_IMG_0305_1024

 

Muito se tem se falado sobre o Óleo de Coco e acreditem: seus benefícios são reais e não é apenas modismo.

A gente conta tudo pra vocês sobre alguns dos benefícios desse elixir do bem:

  • Suporte ao Sistema Imunológico: consumir óleo de coco pode ajudar a combater a doença graças as suas propriedades antiviral, antifúngica e antibacteriana. Se você está lutando contra qualquer tipo de vírus ou infecção, tente tomar o óleo de coco virgem.
  • Saúde Cardiovascular: embora seja uma gordura saturada, vários estudos descobriram que a ingestão de óleo de coco virgem não tem efeitos adversos sobre o coração. Pelo contrário, parece reduzir o risco de níveis elevados de colesterol e de ataque cardíaco. Foram feitas pesquisas utilizando o óleo de coco parcialmente hidrogenado, e não o óleo de coco virgem, e os estudos foram feitos em animais, não em seres humanos. Os pesquisadores descobriram que os polinésios nas Ilhas de Cozinheiros, cuja dieta é extremamente rica em óleo de coco, têm baixos níveis de colesterol e uma baixa incidência de ataque cardíaco em comparação com as pessoas no resto da Nova Zelândia, que não consomem óleo de coco. No Sri Lanka, um estudo constatou que a incidência de ataque cardíaco aumentou porque o consumo de óleo de coco tem sido muito baixo.
  • Suporte da tireoide: muitas pessoas acreditam que o consumo de óleo de coco extra virgem pode ajudar com os sintomas de hipotireoidismo. Enquanto a evidência científica está em conflito neste sentido, muitas pessoas com hipotireoidismo melhoraram com sucesso, enquanto muitas reverteram o hipotireoidismo por conta de ter parado de tomar a medicação da tireoide. Lembre-se que ele pode não funcionar para todos, e é importante consultar com seu médico antes de parar qualquer medicação.
  • Perda de peso: Um estudo descobriu que as mulheres que tomaram o óleo de coco virgem a cada dia tiveram uma redução significativa na gordura abdominal. Mesmo que o óleo de coco seja um tipo de gordura, ele pode realmente ajudar você a perder peso. Isso porque ele contém ácidos graxos de cadeia média, em vez de ácidos graxos de cadeia longa, como alguns outros óleos comumente usados, e o corpo o utiliza para a energia e não armazena gordura. Desta forma, ele ajuda a aumentar o metabolismo.
  • Contra infecções na pele: quando aplicado nas feridas e chagas, o óleo de coco virgem pode evitar novas infecções por estafilococos. Um estudo descobriu que ele foi benéfico no tratamento de dermatites atópicas.
  • Cicatrização de feridas: Um estudo em ratos descobriu que as feridas tratadas com óleo de coco virgem curavam mais rapidamente e apresentavam maior reticulação de colágeno do que no grupo de controle.
  • Prevenção de estrias: na Ásia, o óleo de coco é comumente usado para prevenir as estrias durante a gravidez. Já tem estrias? As mulheres também descobriram que a aplicação de óleo de coco pode reduzir significativamente a quantidade de estrias depois de elas já terem se formado.
  • Benefícios para pele: hidratação da pele é fundamental para mantê-la jovem e saudável, e o óleo de coco pode ser usado no lugar de loção hidratante para manter a pele saudável. Quando o óleo de coco é usado, ele também ajuda a combater as bactérias e outros problemas de pele, incluindo erupções cutâneas, dermatite, acne, rugas, eczema e psoríase. Se você tiver uma área da pele que esteja irritada, esfregue o óleo de coco na região para aliviar a inflamação e reduzir os sintomas. Além de auxiliar no tratamento de algumas doenças de pele, como a dermatite, a psoríase e o eczema, o óleo é ótimo para fazer massagens em todos os tipos de pele. A vitamina E presente no óleo ajuda a hidratá-la (uma boa notícia para aqueles com pele seca). E, a princípio, não existem relatos de problemas quanto ao seu uso na pele. Um outro benefício é que ele retarda a ocorrência da flacidez e das rugas que acompanham o envelhecimento.
  • Cabelo saudável: o óleo de coco também pode ser utilizado para melhorar a saúde de seu couro cabeludo e cabelo. Uma maneira é através do reforço das costas e reduzindo a perda de proteína durante a lavagem: tente aplicar um pouco de óleo de coco em seu cabelo para escovar os emaranhados ou massageie com um pouco de óleo de coco no couro cabeludo.
    O óleo de coco é muito usado na Índia para o tratamento capilar. Ele proporciona brilho e estimula o crescimento dos cabelos, ajuda também a reduzir a perda de proteínas dos fios. Não é à toa que é encontrado em muitas fórmulas de cremes e condicionadores. Massagear o couro cabeludo como o óleo previne o surgimento de piolhos e caspas.
  • Sistema digestivo: o óleo de coco foi benéfico para muitas pessoas com problemas digestivos, como a síndrome do intestino irritável, prisão de ventre e indigestão. Ele ainda combate bactérias prejudiciais no sistema digestivo e também auxilia a absorção de nutrientes no corpo.
  • Fonte de energia para o treino: o óleo também é uma boa fonte de energia para o seu treino. Após ser ingerido, ele é rapidamente digerido e convertido em energia. Muitos triatletas o utilizam durante seus treinamentos. Dica: misture o óleo de coco com semente de chia e mel, uma colher de sopa de cada, e consuma 30 minutos antes de realizar a sua atividade física.
  • Auxilia a prevenção ao câncer: o óleo de coco ajuda a tratar e a prevenir o câncer, pois as células cancerígenas são extremamente dependentes de glicose para produzirem energia. Com a ingestão de óleo de coco, seus ácidos graxos são convertidos a corpos cetônicos e as células tumorais não conseguem metabolizá-los para gerar ATP – sem energia qualquer célula morre. Um outro benefício do óleo de coco – sua atividade antimicrobiana – ajuda na prevenção do câncer de estômago. Os ácidos graxos de cadeia média conseguem matar a bactéria Helycobacter pylori, um importante fator de risco para o surgimento deste tipo de câncer.

Atenção:

* Algumas pessoas são alérgicas ao óleo de coco e, portanto, não podem consumi-lo.

* A quantidade de óleo de coco que é segura para o consumo humano ainda não foi estabelecida. Sempre devemos nos atentar à máxima “que a diferença entre o remédio e o veneno está na dose.” Por isso, vale evitar exageros no consumo do óleo de coco, bem como de qualquer tipo alimento.

* Para obter todos os benefícios do óleo de coco, consuma em quantidades moderadas e use a criatividade para inseri-lo na sua alimentação, preparando pratos saborosos e diversificados.

Fontes:

https://www.tudosaudavel.com/

http://www.saudedica.com.br/

9 Benefícios do Óleo de Coco – Para Que Serve e Propriedades9 Benefícios do Óleo de Coco – Para Que Serve e Propriedades

 

 

Share This:

Desmitificando a Atividade Física

BELEZA E SAÚDE
JUNHO 22.2016

Convidei meu personal trainer, Leonardo Bastos, para ser um de nossos colunistas na área de Saúde e Beleza. Leonardo é um estudioso na área de educação física e especialista em Biomecânica e vai nos ajudar a entender e esclarecer dúvidas que temos sobre a atividade física. Nessa primeira matéria, ele fala um pouco do trabalho desenvolvido comigo ao longo de dez anos juntos e aproveita para desmitificar a atividade física.

Conheço Gabriella há 10 anos. Uma mulher que sabe o que quer: isto facilita o meu trabalho, pois ela é disciplinada e tem foco, sendo  isso fundamental para bons resultados. Apesar das restrições na coluna que ela tem, desenvolvo um trabalho que aborda força, flexibilidade, melhoria da capacidade aeróbica e estabilização das cadeias musculares, sempre fortalecendo o centro do corpo para depois, as extremidades. E tudo isso sempre dialogando para estabelecer as melhores estratégias.

Não existe fórmula mágica nem métodos milagrosos. A parceria entre o personal e o seu aluno depende de cumplicidade e confiança! Após a segunda gravidez, Gabi aumentou 20 quilos e com o trabalho progressivo e com metas estabelecidas, conseguiu eliminá-los em um ano e meio. Reeducou sua alimentação com um nutricionista e treina de 4 a 5 dias por semana. O mais importante atualmente é a manutenção do seu peso sem oscilações, pois emagreceu de forma correta preservando sua massa magra (músculos).

2015-08-19 20.21.09 cópia

Evolução do corpo de Gaby em 2 anos de treinamento

A experiência dos meus 15 anos como personal trainer me credencia a dar algumas dicas e desmitificar algumas mentiras relacionadas à atividade física, como por exemplo: qual o melhor método para otimizar o ganho de força e o aumento de massa muscular?
 Cross fit, Treinamento funcional ou Musculação?
 Na realidade, os três métodos se baseiam em exercícios contra a resistência da gravidade, onde cargas são utilizadas e repetições de forma progressiva, com objetivos específicos. O bom profissional analisa e avalia o seu aluno respeitando o seu biotipo, limitações e desenvolve uma planilha de treinos (periodização), que irá definir o método mais eficaz para o perfil de cada um. O diferencial não está no método utilizado e sim no profissional, que irá direcionar a melhor opção de exercício de forma personalizada. Modismos e formas milagrosas não têm eficácia, e sim mudanças no estilo de vida.

Share This:

Novos Produtos Foreo

BELEZA E SAÚDE
Junho 20.2016

imgPost17

 

Têm novos produtos de tratamento e limpeza faciais criados pela FOREO que estão dando o que falar. Por isso, resolvemos testá-los e dar nossa opinião a vocês.

O Limpeza T-Sonic™ & Ação Suavizante promete deixar para trás a limpeza com as mãos e com escovas de nylon. E eles cumprem o que promete! A linha de produtos Luna™ remove 99,5% da sujeira e impurezas e é 35x mais higiênica que escovas com cerdas de nylon comuns. Na verdade, além da sensação é de pele limpa, parece que se fez uma leve esfoliação no rosto. A pele fica macia e pronta para receber os produtos de beleza. O mais legal é que esse aparelhinho é que ele vem em formatos práticos e podem ser levados para qualquer lugar. E melhor ainda: essa linha possui aparelhos destinados a homens e mulheres.

O Iris – Massageador, iluminador dos olhos – é um aparelho revolucionário que utiliza a tecnologia T-Sonic™ e promete revigorar o olhar. Só que ele faz mais que isso. Quando testamos, após realizar uma massagem delicada na área dos olhos, sentimos uma mudança imediata no olhar, rugas, linhas de expressão e no inchaço dos olhos. Ele dá um UP nessa região, literalmente! Vale muito a pena ter um aparelhinho desses!

E, para completar a linha, testamos os produtos de limpeza facial da FOREO, os quais foram projetados para serem ativados pela tecnologia T-Sonic™ que transforma seus princípios ativos ao nível molecular, sendo o complemento perfeito da linha LUNA™. Suas fórmulas foram concebidas levando em conta as necessidades específicas de homens e mulheres, assim cada produto de limpeza facial promove uma experiência sensorial única. E realmente existe uma diferença quando testamos com esse complemento e com outros produtos – os aparelhinhos e os produtos de fato se complementam.

Essa linha veio para revolucionar e já não sabemos viver sem ela. É um investimento fantástico para sua beleza. Mas não se esqueça de consultar sua dermatologista antes de adquirir os cosméticos!

Vocês encontram esses produtos na Sephora e em breve no próprio site da Foreo: https://www.foreo.com/

 

Share This:

Oh Hello Beauty!!!

thumb_IMG_7870_1024

Eu tinha que ter uma sessão especial nesse site sobre saúde, beleza e estética. Acho que se não tivesse sido estilista teria sido dermatologista. É uma obsessão desde pequena…rsrs

Sempre fui uma devoradora de informações sobre estética, principalmente facial. Quem me conhece desde de sempre deve lembrar do meu banheiro sempre amarrotado de cremes.

As minhas amigas tiram vantagens do meu conhecimento estético…rsrs. Seguem seguem minhas dicas e sempre compram produtos que testei e aprovei. Mas vejam bem, não sou dermatologista e as lembro sempre disso. Sou uma estudiosa e curiosa!

Todo mundo me pergunta o segredo da minha pele e a resposta é muito simples: Eu sempre cuidei muito bem da minha pele, desde de muito pequena. São anos limpando bem a pele, usando os produtos adequados, não dormindo com maquiagem, usando protetor solar e evitando sol em excesso.

Não adianta não ter cuidado da pele a vida inteira e de repente querer ter uma pele de ouro e ser dez anos mais jovem! Tem gente que não cuida nada da pele e tem a sorte de ter boa genética e mais sorte ainda de não envelhecer tão rápido, esse não é o meu caso. Meu caso são os cuidados mesmo. Fica a dica prazamigas: comecem desde de cedo a cuidar da pele!!!

Eu não posso encontrar uma dermatologista que puxo o assunto sobre algum creme novo que estou adorando ou quero saber que tratamentos estão sendo lançados. Enfim é um vicio!

Tenho algumas amigas dermatos top e espero traze-las aqui para tirar nossas dúvidas, falar de tratamentos novos, enfim tudo que posso envolver a preservação e cuidado da nossa pele, corpo e cabelo!

Apesar de sempre ouvir os conselhos das minhas dermatos, ao longo da vida aprendi a entender e respeitar a minha pele. Nunca tenho um produto apenas na minha prateleira. Uso um produto para quando minha pele está mais seca, outro para quando está oleosa. Protetor solar com e sem cor. Máscaras de argila e de gel, cada uma especifica para a necessidade da minha pele, etc.

Descobri com a dieta sem glúten e lactose que minha pela muda, fica viçosa e sem espinhas, além de evitar a dermatite atópica e seborreica que piora muito com a ingestão constante da leite de vaca. Vejam bem, não estou dizendo que a lactose esteja provocando a sua dermatite ou piorando a sua pele. No meu caso eu fiz vários testes e percebi que o leite da vaca é um inimigo para minha pele e organismo.

Mas não sou radical com nada na vida. Evito a lactose, mas de vez em quando não resisto a um brigadeiro ou a uma massa com muito parmesão, afinal de contas um dos grandes prazeres da vida é comer e eu como descendente de italianos sou uma boa apreciadora de gastronomia!

E claro falaremos sobre cabelo, tratamentos novos, produtos novos, tendência de corte, enfim tudo que possa nos auxiliar a ter um cabelo maravilhoso!

E sim haverá muito sobre make-up também! Adorooo!! É meu outro vicio de beleza! Aprendi a me maquiar vendo minha mãe se maquiar. Autodidata! Rsrs… Mas quem tem facilidade para desenhar e pintar, tem facilidade em aprender a se maquiar, fato! Tenho um traço firme para delineador e gosto apurado para cores e combinações. Vamos trocar muitas ideias sobre isso também!

E como você é o que você come, vamos falar sim de saúde! A nossa alimentação influencia e muito nossa beleza. E como adepta de um life-style saudável, sem radicalismos quero mostrar para vocês que ser saudável não é um grande sacrifico e sim uma grande conquista para nossa saúde!

Enfim, vou falar aqui nesse espaço de minhas experiências, mostrar um pouco do que uso e que funciona pra mim. Trocar ideias, trazer gente bacana para dividir ideias, sugestões e informações. Além de trazer todas as infos de lançamentos de produtos e tratamentos novos. E quero muito dividir experiências reais para que você possa procurar os produtos e tratamentos adequados para você!

Fiquem ligados!!

Quero muito sua opinião e questionamentos! Esse espaço é para nós, mulheres lyndias!! Beijocas

 

 

 

Share This:

Bailarinas Modernas

MODA
JUNHO 22.2016
Ballerinasmix
Fonte fotos: Vogue.com

 

O romanticismo dessa estação vem em forma de tutu/frufru e lingerie wear.

_arc0104
Fonte foto: Vogue.com

O mundo das bailarinas serviu de inspiração para muitos desfiles pelo mundo, principalmente para o desfile de Valentino, que se inspirou no ballet russo.

_val1163
Desfile Valentino / Fonte foto: Vogue.com

E o que a gente mais curtiu dessa tendência?! Poder usar os tutus com tênis e botas pesadas. Isso mesmo! O street-wear de hoje pede esse high-low! Isso vale para as lingeries também!

img_8989
Fonte foto (divulgação): Instagram

Aliás, como elas ficam lindas com um casacão, meias curtas e plataformas de veludo!

kim_0582
Fonte foto: Vogue.com

Alessandra Rich fez a coleção romântica mais linda da estação!! Olha um pick da coleção abaixo!

11-alessandra-rich-fw-16-jpeg
Design Alessandra Rich / Fonte foto: Vogue.com

As bailarinas nos pés também estão presentes sim! Elas vêm em dois formatos: mais rústicas e ultra femininas. As da Miu Miu são a must-have da estação!

img_0427
Bailarinas Miu Miu / Fonte foto: Vogue.com

Invistam na elegância das transparências e tules, mas não se esqueçam de sempre dar um toque do seu estilo à tendência!

kim_2400
Desfile Mary Katrantzou – Fonte foto: Vogue.com

 

Share This:

Skinny Scarf – o acessório mais cool da estação!

MODA
Junho 12.2016

SkinnyScarfmix

De todos os acessórios para compor looks, a Skinny Scarf (echarpe fina) é definitivamente o que não pode faltar no seu guarda-roupa de inverno essa estação.

Ela veio sútil no verão e estourou nos desfiles e nas ruas. Acessório fácil e cool, está aí para ornar os pescoços que estão em evidência nessa estação!

Vale brincar com esse acessório: dar um laçarote ou enrolar no pescoço como uma echarpe normal. O jeito mais cool é prendê-la na frente, deixando-a bem solta. E tem de todos os tipos, para todos os gostos: seda, lã, viscose, paetês, couro, etc. Vale ousar na criatividade de escolha do skinny scarf pra compor seu look cool!

E, apesar de ser uma echarpe, por ser mais fina ela não tem muito essa função de proteger o pescoço do frio, e sim de dar um toque moderno ao look.

Aprovadíssima essa tendência!! Vamos aderir?! Sim senhora!

Fonte Fotos: www.vogue.com

 

Share This:

New Boho

MODA
Maio 30.2016

mixboho

 

O Boho perde a força e não mais é o foco de tendências essa estação, mas ele continua aparecendo sim. Beyoncé que o diga! Ela escolheu o mais boho dos looks para estrear seu vídeo Lemonade, com um vestido esvoaçante e cheio de camadas na cor chartreuse by Peter Dundas para Cavalli. Grande desejo da estação, diga-se de passagem!

 

KIM_3838

Design de Peter Dundas para Roberto Cavalli

E marcas como a Chloé, que tem a verve setentista, nunca deixa o movimento desaparecer. Aliás, eu costumo dizer que o Boho Chic é um estilo de vida, ele nunca some, porque está naqueles que tem o espírito livre daquela época na veia.

E como vem o Boho essa estação?! Nas saias esvoaçantes transparentes; nos layers de babados; nas franjas; nos maxi ponchos; nos fake fur coats coloridos; no decote V, vezes transpassado, vezes aberto; nos skinny scarfs; e, principalmente, nas estampas tipo tie-dye e cashemira que remetem aos anos 70.

O Boho pode até ter vindo mais sútil, mas causou um efeito definitivo aos nossos desejos da estação!!

 

Fonte Fotos: www.vogue.com

Share This: