Salut Paris – A História de uma Viagem Transformadora

IMG_3752
VIAGENS
Junho 10.2016

 

IMG_3752

Difícil conhecer uma pessoa que não ame ou que não sonhe em conhecer Paris. Esse era um grande sonho meu desde pequenininha: explorar a cidade mais linda do mundo!

Eu nunca vou esquecer o dia que coloquei meus pés naquela cidade pela primeira vez. Eu tinha apena 15 anos e estudava numa escola interna na Inglaterra. Meus pais deram uma liberação para que eu pudesse viajar. E qual seria meu primeiro destino?! Óbvio que era Paris!

Eu comprei um ticket de trem que passava pelo “Canal da Mancha” e fui para Paris na cara e na coragem, sem nem ter onde ficar. Tinha na mão uma lista de Hostels (Albergues da Juventude) e uma lista de lugares que precisava conhecer: Torre Eiffel, Champs Elysee, Montmatre, Louvre e etc.

A viagem de trem foi estranha (a vista sempre um breu), mas finalmente lá estava eu na estação de trem de Paris, fascinada pela ideia de ter viajado sozinha e poder conhecer a “cidade luz” do jeito que eu queria. Juro que me deu um frio da espinha, chegar num país que não conhecia, sem nem falar a língua, mas eu era tão audaciosamente aventureira que a minha alegria superava o meu medo.

IMG_1951

Lembro-me de ter, antes de tudo, parado num orelhão (não existia celular naquela época) e ligado pra minha mãe:

“Mãe! Estou em Paris! Nem posso acreditar! Vou conhecer finalmente a cidade luz!!”

Minha mãe ficou emocionada e, claro, preocupada, pois eu só tinha quinze anos. Mas ela sabia de alguma forma tudo ia dar certo.

E deu mesmo! Foi uma das experiências mais fascinantes da minha vida!

A primeira coisa que fiz foi ir num dos Hostels e deixar minha mochila. E sempre tive facilidade para fazer amigos e conheci um monte de gente legal.

Isso era uma das coisas mais interessantes de ficar em albergues, sempre tinha muitos jovens exploradores como eu!

1923634_8720272171_9233_n

Mas saí sozinha para explorar a cidade, caminhei muito à beira do rio Sena antes de chegar à Tour Eiffel. Eu fiquei ali parada admirando aquela obra, sem palavras para explicar o tamanho da minha emoção! Para mim, aquela era uma demonstração de como era grandioso o poder do homem e quão pequeno éramos em relação ao mundo tão maravilhosamente criado por Deus.

1935349_154044737171_7750239_n

Próxima parada foi o Museu D’Orsay para ver as obras de Monet! Eu era e sou fascinada por arte (aliás meu GCSE e Professional C seriam especializados em Arte e Escultura), mas não só porque eu sempre desenhei, pois ir naquela cidade e ver tudo o que eu vi trouxe à tona a artista que existia em mim. O meu destino como designer de moda, de alguma forma, começou pelo meu interesse pela arte e foi nessa viagem que decidi que ia levar meu talento artístico a sério.

Do D’Orsay ao Louvre, eu me perguntava como em um fim de semana iria conseguir explorar todas as artes maravilhosas que aquela cidade me proporcionava. E claro, eu não iria conseguir. Precisei voltar muitas e muitas vezes para conhecer e absorver tudo o que Paris é!

10398828_10956512171_6263_n

Na Pont des Art assisti ao pôr do sol mais lindo da vida e foi naquele momento que decidi que dedicaria anos de minha vida a explorar o mundo!

Aquela viagem teve outro grande divisor de águas. Num café na Victor Hugo, pedi um chá (eu era muito natureba naquela época – vegetariana convicta!). Eles levaram 45 minutos para me servir e quando perguntei o que estava acontecendo, em inglês, eles riram e zombaram de mim em francês. Aquela situação me fez prometer para mim mesma que o francês seria uma das muitas línguas que aprenderia. E fiz outra promessa: voltaria àquele café falando francês e nunca mais ficaria sem resposta.

1923634_8720357171_4379_n

E acreditem: três anos depois voltei para aquele mesmo café, mas o meu pedido foi em alto e bom francês. Promessa cumprida! Paris falando francês era outra coisa, diga-se de passagem.

Voltei para a Inglaterra com outro olhar sobre a vida e com alguns objetivos bem definidos. Paris mexeu comigo de forma marcante e definitiva! É impressionante como uma viagem pode ser transformadora.

1923634_8720382171_6000_n

Já voltei muitas e muitas vezes a Paris. Na verdade, perdi as contas de quantas vezes já fui. Toda vez explorava algo novo, conhecia gente nova, aprendia algo inusitado. E ainda tenho uma lista de coisas que quero ver e conhecer.

1935349_154044347171_5368068_n

Para vocês deixo dicas com os lugares clássicos e imperdíveis da cidade, pois Paris é um dos lugares mais inebriantes e embriagantes que já estive! E não vale só conhecer, tem que viver Paris. Prometo que, a cada vez que vocês forem, será uma experiência diferente!

1923634_8720327171_2744_n

Dicas de Restôs:

  • Cafe de Flore– um dos mais antigos e clássicos da cidade. Café de artistas, onde você sempre encontra gente linda!
  • Hotel Côstes– melhor cheesecake da vida! E a turma mais TOP da cidade frequenta o restô!
  • Cafe de L’Homme– melhor vista da cidade!
  • Le Grand Colbert– restaurante clássico maravilhoso. Lá foram filmadas cenas do filme “Alguém tem que ceder” (Something’s Gotta Give) com Diane Keaton, Jack Nicholson e Keanu Reeves. Quando fui, sentei por coincidência na mesa que eles filmaram. Muita Sorte! Eu pediria sem dúvidas o Chateubriand!
  • Cafe Ruc– Ótimo Fillet Bernaise com fritas! Mas tudo é bom, a começar pelo ambiente!
  • Le Gran Venice– restaurante pequeno e necessita fazer reserva com antecedência. Melhor italiano da vida!
  • Qualquer Cafe Ladureé– porque eles têm tradição em macarron!
  • Angelina – melhor Hot Chocolate do mundo!
  • Cafe Castiglione– meu café da manhã favorito em Paris!
  • Georges– vista e comida maravilhosas!
  • Ralph’s– lugar agradabilíssimo e aconchegante! Tem um jardim irresistível!
  • Le Bristol– se o tempo tiver bom! Melhor pedida comer no jardim desse hotel!
  • L’Avenue – esse não pode deixar de ir! Clássico da cidade!
  • Diep– adoro esse restaurante asiático!

Tem tanto o que se fazer em Paris! Mas seguem dicas dos lugares imperdíveis:

1923634_8720442171_9992_n

 

    • Torre Eiffel.
    • Trocadero– vista incrível da Torre Eiffel.
    • L’Arc du Triomphe– marcante e irresistível ponto turístico da cidade!
    • MontMartre– lugar mais artístico da cidade!
    • Sacre Coeur– linda igreja em Montmartre!
    • Louvre – Você vai precisar de pelo menos dois dias para explorar esse Museu incrível! A Monalisa está lá!
    • Museu D’Orsay – para ver as obras de Monet.
    • Giverny – jardim que inspirou as obras de Monet. Lugar mágico!
    • Palais de Versailles– imperdível! O palácio mais lindo que há!
    • Farbourg St. Honoré– onde adoro fazer compras com tranquilidade por ser menos turístico.
    • Palais Royal– adoro andar por esse Palais e explorar as lojinhas e o jardim! Visitem a Stella Mc Cartney, Corto Moltedo e Acne, que estão lá!
    • Champs Elysee– super turístico, mas não tem como não conhecer!
    • Avenue Montaigne– lugar mais chic para compras! Todas as Maisons estão lá e nas redondezas!
    • Galeries Lafayette, Printemps, Le Bon Marché– grande malls para compras. O Bon Marché é o meu favorito!
    • Notre Dame– umas das igrejas mais lindas e importantes da cidade e do mundo!
    • Bairro Latino e Marrais – adoro explorar as lojinhas desses dois bairros. Mulheres, visitem as lojas Sandro Paris e Muge, são minhas favoritas!

Vida noturna

1923634_8720307171_1489_n

    • Hotel Côstes– sempre tem gente linda. Lugar chic e acolhedor! Aconselho para drinks e pré-balada! Na última vez que fui o jogador de futebol Zidane estava na mesa do lado! Super top!
    • Cafe Ruc– mesmo proprietários do Côstes. Adoro o clima de lá. Ótimo para uma pré-balada também.
    • La Montana– lugar petit e super exclusivo. Mega difícil de entrar. Fica na esquina do Cafe de Flore. Quando fui, conheci minha fashion Icon: Diane Kruger. Quase pirei! Sempre tem muitos artistas por lá.
    • Le Baron– discoteca chic e também difícil de entrar, mesmo proprietários do La Montana.
    • L’Arc– Adoro a vibe dessa disco, me lembra o Bagatelle do Brasil, só que maior. Melhor para After Party!

    Onde Ficar

Fotos: Gabriella Negromonte

Share This:

Gaby Negromonte

Autor: Gaby Negromonte

Mãe, Estilista, Stylist, Consultora Criativa, Consultora de Moda, Consultora de Imagem, Técnica em Ciência Têxtil, Empresária, Turismóloga, Globe Trotter, Poliglota e Curiosa…

4 pensamentos em “Salut Paris – A História de uma Viagem Transformadora”

  1. I not to mention my pals came digesting the great suggestions located on your web page and so immediately got a horrible suspicion I had not thanked you for those secrets. All the women happened to be absolutely very interested to learn them and now have really been having fun with those things. Many thanks for truly being really accommodating and also for going for some beneficial things millions of individuals are really desirous to be informed on. My personal honest apologies for not expressing appreciation to earlier.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *