O uso de aparelhos eletrônicos pode danificar a minha pele? Parte II – Conhecendo a luz azul.

luz azul allaboutvision.com
 Beleza e Saúde
Agosto 02.2017

 

luz azul allaboutvision.com
O espectro da luz: luz azul encontra-se no espectro de luz visível que é percebida pelos nossos olhos. Crédito foto: allaboutvision

 

 

Os aparelhos eletrônicos e as lâmpadas de LED  (Light-emitting diodos ) fazem parte da nossa rotina e o seu uso está associado aos os avanços e facilidades da vida moderna. Apesar da luz emitida por estes aparelhos ser percebida aos nossos olhos como uma  “luz branca”, a emissão de luz  destes dispositivos se encontra no espectro de luz azul ( 400-490 nm). A principal fonte de luz azul no nosso dia a dia vem da exposição aos raios solares   e, os aparelhos eletrônicos participam emitindo uma quantidade ínfima desta luz. Apesar da emissão de luz azul pelos aparelhos eletrônicos ser baixa, nunca em nenhum período da história, se permaneceu tanto tempo em contato direto a este tipo de luz e os seus efeitos a longo prazo no organismo humano ainda são desconhecidos.

Estudos recentes associam a exposição a luz azul a lesão nas células da retina e se especula que o efeito cumulativo a exposição a esta luz pode participar no desenvolvimento da degeneração macular relacionada a idade ( processo degenerativo que pode levar a cegueira). Outras pesquisas relacionam a exposição a luz azul a distúrbios do sono.

Na nossa pele, a luz azul causa um aumento de manchas e o seu papel no processo de envelhecimento ainda é controverso.

Mas atenção, nem toda luz azul é prejudicial. Já está bem documentado que alguma exposição à luz azul é essencial para uma boa saúde. A pesquisa mostrou que a luz visível de alta energia aumenta o estado de alerta, ajuda a memória e a função cognitiva e eleva o humor.

A exposição à luz azul durante o dia ajuda a manter um ritmo circadiano saudável. Mas e exposição contínua a luz azul no período da noite pode interromper esse ciclo, causando dificuldade para dormir e cansaço durante o dia. Apesar destas informações novas, não é necessário se desesperar. O filtro solar ainda é o nosso maior aliado evitando o dano deste tipos de luz na nossa pele. Devemos usar também óculos que possuam filtros de proteção. Além disso, vários fabricantes de lentes introduziram revestimentos especiais que reduzem o brilho, e que também bloqueiam a luz azul da luz solar natural e dos dispositivos digitais.

Share This:

Cristiana Silveira

Autor: Cristiana Silveira

Dra. Cristiana Silveira, Médica Dermatologista membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Academia Americana de Dermatologia (AAD). É Mestre em Dermatologia pela Universidade de São Paulo (USP) e professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA). CRM 14456/ RQE 5895

5 pensamentos em “O uso de aparelhos eletrônicos pode danificar a minha pele? Parte II – Conhecendo a luz azul.”

  1. I have been exploring for a little bit for any high-quality articles or blog posts on this kind of space . Exploring in Yahoo I finally stumbled upon this site. Reading this information So i am satisfied to convey that I have a very good uncanny feeling I came upon exactly what I needed. I so much surely will make certain to do not overlook this site and provides it a glance regularly.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *